Vou morrer cedo (onde repousa a minha poesia)

Vou morrer cedo. Isso eu vou! porque não ouvi os conselhos do Raul, quando dizia o porque de não querer ser prefeito. Eu não quis ser prefeito, antes até, pretendi ser perfeito, mas, a perfeição não existe na humanidade.

Eu choro quando meus amigos falam da saudade que sentem de mim. Quatro anos se passaram e ainda me sinto presente. Enquanto aqui sou o estrangeiro, la era o filho da terra, la eu era semente. La eu conseguia manter meus amigos lúcidos e de olhos abertos para não se deixarem enganar pela futilidade das mentiras (cortinas de fumaça) das emissoras de tv. A gente via juntos além dos megapixels!

Hoje as manhas são foggy. Finalmente compreendo o medo que a realeza tem do povo. Eu também teria, sobretudo, quando o povo chega tao perto da realeza. O mundo esta em caos, aviões explodindo em toda parte, porque hoje a guerra é de opiniões. Caem as naves, descem as cortinas, é tao foggy que virou fumaça. E todo mundo anda cego.

Eu ando tao são, que o mundo me acha louco. Não, gente, eu não to louco! Eu só caí da caixa! Aqui fora faz frio e tem uma mística natural soprando no ar. Ouço trombetas, sim, trombetas de mil megatons. E tocam tao alto e tao dentro do meu ouvido, que a música pode me fazer compreender o compasso em que anda o mundo.

Eu pensava que para escrever era preciso inspiração. Não é! É preciso dor, para poder pulsar e também para poder sentir. Na dor forjamos a luta e nela nos moldamos. Não importa de que país você é cidadão, quando no fim das contas estamos todos dentro da fronteira da humanidade. A minha teimosia é igual à sua. Juntos seremos os maiores teimosos do mundo. Separados também.

Pare de derrubar aviões. Não servem para nada. Não comovem ninguém, exceto os relativos. São efeitos colaterais, antiácidos para digerir "o indigesto". Ha que se lembrar que para cada pergunta existe ao menos uma resposta e que o universo conspira. De forma geral, conspira à favor.

Eu vou morrer cedo, porque mesmo que eu dure 90 anos, vou morrer cedo! Mesmo que eu dure uma eternidade, vou morrer cedo! Porque é de manhã cedinho que o café é mais gostoso. É de manhã cedinho que o sol nasce amarelinho e que o céu é azulzinho. E sabe o que é mesmo ruim? Saber que você não tem a menor noção de onde repousa esta minha poesia. 😉


Comentários

As mais lidas.

Eu vou contar! - Je raconte à tout le monde!

Um carta de noel.