Prazer em conhece-la.





Na promessa de não morrer de medo quando o pau quebrar e de ler numa linguagem desconhecida, o que rabiscos na pele (do obro) descrevem, sem pedir desculpa e sem culpa, mas dando bobeira sem entender o conceito de Durango Kid, coloco meu bloco na rua pra dizer que a natureza fala muito mais de nós mesmos do que as coincidências podem revelar.

"Eu por mim, queria isso e aquilo, um quilo mais daquilo, um grilo menos nisso, é disso que eu preciso, não é nada disso, eu quero é todo mundo nesse carnaval!"

E não precisa dizer mais nada! 

Impossível idéia mais apropriada... E viva à todo mundo neste carnaval!

Comentários

As mais lidas.

Eu vou contar! - Je raconte à tout le monde!

Um carta de noel.