Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2009

Dos meus sabores.

Eu discuto quando tenho razão, e quando não tenho, discuto porque a tiraram de mim. Levo a vida na garra e na coragem, acreditando sempre ser capaz das maiores proezas e das melhores façanhas, até que um dia, em cima do telhado, percebo que já começo a ter medo de altura. Então passo a subir no telhado diariamente pra perder o medo e lidar com os conflitos.
Tenho um espírito aventureiro que anda preguiçoso e uma vaidade desleixada que cuida da aparência. Procuro o amor dos romances, mas, já esqueci o endereço das floriculturas. De tudo que vi, um pouco aprendi, mas, continuo às vezes parando e pensando (em crise de nervos): "Como eu sou burro!", mesmo me achando uma pessoa inteligente.
E vou, faço e tento. E quebro a cara novamente e penso: "Eu sabia, eu sabia que ia acontecer..." E falo: "Como eu sou burro!" Sim, falo, sim. Porque antes de mais nada, enquanto pessoa e das grandes, acredito nas pessoas, acredito na nobreza que são capazes de conter. Acredi…

Dia das crianças.

Bonecas e doces, cinemas e sorvetes, um dia para presentes. A presença doce de criança, com sabor de mariola e milk shake de chocolate. Cheiro doce de perfume de criança. Cabelinhos sedosos e cheirosos. Roupinhas coloridas e sorrisos inocentes. Perguntas confusas, afirmações engraçadas, até piadas curiosas. Expressões memoráveis, brincadeiras memoráveis, algumas inesquecíveis. Conversinhas extremamente particulares. Sentimentos doces, presença agradável, tempo amável. Três letras num nome. Muito nomes em três letras. Um céu sem distâncias, com nuvens rosa, distancia inexistente. Sorriso constante, escovar os dentes, o dia em instantes, felicidade permanente. Soninho de anjo, carinha sorridente, sonhos suaves e conversas ausentes. Manhã de novo, acordar novamente. Margarida acordou? Vai escovar os dentes!