Um dia

Sinto idéias solitárias, únicas, duma claridade plena.
Enxergo a música ser cantada, até ser sonhada, a enxergo.
Enxergo-a falada.
Vejo o dia expressar, sinto-o se fechando,
sua loucura clássica a dançar com o tempo,
Toco o seu frio.
Tudo em torno de mi em determinados instantes
são apenas folhas a cair lentamente e acumular-se
como lixo no chão.
Águas barrentas correm na minha íris
e eu suo a tua umidade
suo tua mão.
Suo tua voz soprando o vento no meu ouvido
numa brisa lenta, suave,
úmida.
És o dia aqui, em forma de tarde de primavera
chovendo nos meus sentidos,
transpirando tudo o que sinto.
É como a noite:
Quente e lenta.

Comentários

As mais lidas.

Eu vou contar! - Je raconte à tout le monde!

Um carta de noel.